Brinquedo, Faça você mesmo, Geek, STEM

Nintendo Labo

Nintendo Labo é um conjunto de acessórios feitos de papelão que podem ser montados e usados com o Switch. Os kits permitem que o jogador utilize o console híbrido para interagir com uma série de acessórios e periféricos educativos. O Nintendo Labo oferece os projetos, chamados Toy-Cons que variam desde uma vara de pescar, uma casinha, um piano até um traje de robô. A ideia da empresa é que o produto, voltado para crianças, permita criar, montar e usar os recursos do Switch como um brinquedo educativo.

 

App, Design, Educação, Geek

Element capsule: jeito lúdico de aprender a tabela periódica

De modo a tornar o ensino das tabelas periódicas mais divertido e criativo, foi criado na Coréia um app de realidade aumentada no qual os 118 elementos são representados visualmente por personagens e as propriedades químicas dos elementos são comunicadas usando diferentes cores, formas e expressões faciais. Confiram mais no site e abaixo no vídeo:

Geek

Jooki: Uma Jukebox para crianças

MuuseLabs, uma startup de tecnologia na Bélgica, desenvolveu o dispositivo Jooki para que as crianças possam acessar suas músicas favoritas, sem precisar de um aparelho com tela.

Os personagens permitem que as crianças decidam qual música elas querem escutar. Cada personagem está conectado a uma lista de reprodução (música, história, álbum ou estação de rádio na Internet). Coloque um personagem em cima do Jooki e deixe a música começar. As listas de reprodução são gerenciadas e controladas por seus pais através de um aplicativo.

App, Consumo, Faça você mesmo, Geek

Nintendo Labo: a nova aposta da Nintendo

Nintendo Labo é uma nova proposta de interação para o console Switch da Nintendo. Embarcando um pouco na onda maker, ele traz acessórios criados pelo próprio usuário a partir de placas de papelão chamados de Toy-Con e usa os controles Joy-Cons do Switch para acessar diversas experiências e mini games.

Serão duas versões:

Uma delas é chamada de Variety Kit. Ela vem com 28 folhas de papelão, fios e elásticos que ao serem dobrados e conectados de acordo com instruções na tela se transformam nos objetos necessários para jogar cada minigame do pacote. Os Toy-Con assumem a forma de carros de controle remoto, uma vara de pescar, uma casa, um guidão de moto e um piano de treze teclas. Esta versão custará US$ 69,99  e virá com cinco minigames.

O Variety Kit inclui ainda uma folha de adesivos para personalizar suas criações.Um “customization set” será vendido por US$ 9,99 com ainda mais variedade e fitas adesivas coloridas. Será permitido que o usuário possa criar seus próprios minigames usando o kit.

 

A segunda é chamada de Robot Kit e vem com 19 folhas de papelão, 4 de cartolina, fios e aros. Ela forma um headset e uma mochila que permite que o usuário controle um robô no game. Esta versão custará US$ 79,99  e virá com um minigame.

 

 

Brinquedo, Consumo, Geek, STEM

Tello, um drone para quem quer aprender a programar

A chinesa DJI fez uma parceria com a Ryze Tech para criar um modelo de drone de baixo custo (US$ 99) com foco nas crianças e adultos que querem aprender a programar.

Batizado de Tello, o drone pesa apenas 80 gramas e é compacto. Ele pode voar por até 13 minutos a uma velocidade de 28,8 km/h e uma distância de 100 metros, transmitindo imagens ao vivo em HD (720p). A câmera integrada tira fotos de 5 megapixels.

O controle é feito por meio de Bluetooth, seja por meio de um aplicativo no smartphone ou de um controle dedicado. Alguns recursos tornam ele ainda mais especial: você pode jogá-lo no ar para que ele comece a voar. Pode também deslizar o dedo na tela do aplicativo para fazer manobras aéreas e gravar vídeos com trajetórias pré-definidas.

Ele possui sensor de colisão, proteção nas hélices e sistema contra falhas, permitindo pousar com segurança mesmo se a conexão for perdida. E, por meio do kit de desenvolvimento, é possível programá-lo com a linguagem Scratch, desenvolvida pelo MIT para ajudar as crianças a programarem.

Vale a pena conferir o vídeo:

Brinquedo, Consumo, Geek

Porgs, os mascotes sensação do Star Wars em versões de brinquedo

Os simpáticos Porgs roubaram a cena em Star Wars: Os Últimos Jedi! Mas quem vê esses animais em várias não imagina que eles foram criados para substituir a fauna natural da ilha onde o filme foi gravado. No local das filmagens, havia muitos papagaios-do-mar (puffins) e os animais constantemente apareciam no fundo das tomadas. A Lucasfilm concluiu que seria caro demais remover os pássaros digitalmente e aí que entram os Porgs.

Várias empresas criaram versões de brinquedo do bichinho. Entre elas a Hasbro e a Pop. A pelúcia interativa da Hasbro emite sons e luzes, enquanto o Porg Funko Pop! é mais um ítem colecionável da série.

App, Brinquedo, Consumo, Geek, STEM

Kamigami: robôs montados como origamis

 

Kamigami são pequenos robôs programáveis para crianças inspirados na arte do origami. Com seus kits as crianças podem criar os robôs e fazem uma incursão divertida na área da robótica.  Os robôs, tematizados como insetos, são montados pelas crianças e são equipados com sensores de luz infravermelha, giroscópio e acelerômetro. E comandados através de um app.

Vale conferir o vídeo de apresentação abaixo. Cada kit custa em torno de US$ 40 / US$ 50. em varejistas como a Amazon.