Brinquedo, Consumo, Geek, STEM

Tello, um drone para quem quer aprender a programar

A chinesa DJI fez uma parceria com a Ryze Tech para criar um modelo de drone de baixo custo (US$ 99) com foco nas crianças e adultos que querem aprender a programar.

Batizado de Tello, o drone pesa apenas 80 gramas e é compacto. Ele pode voar por até 13 minutos a uma velocidade de 28,8 km/h e uma distância de 100 metros, transmitindo imagens ao vivo em HD (720p). A câmera integrada tira fotos de 5 megapixels.

O controle é feito por meio de Bluetooth, seja por meio de um aplicativo no smartphone ou de um controle dedicado. Alguns recursos tornam ele ainda mais especial: você pode jogá-lo no ar para que ele comece a voar. Pode também deslizar o dedo na tela do aplicativo para fazer manobras aéreas e gravar vídeos com trajetórias pré-definidas.

Ele possui sensor de colisão, proteção nas hélices e sistema contra falhas, permitindo pousar com segurança mesmo se a conexão for perdida. E, por meio do kit de desenvolvimento, é possível programá-lo com a linguagem Scratch, desenvolvida pelo MIT para ajudar as crianças a programarem.

Vale a pena conferir o vídeo:

Brinquedo, Consumo, Geek

Porgs, os mascotes sensação do Star Wars em versões de brinquedo

Os simpáticos Porgs roubaram a cena em Star Wars: Os Últimos Jedi! Mas quem vê esses animais em várias não imagina que eles foram criados para substituir a fauna natural da ilha onde o filme foi gravado. No local das filmagens, havia muitos papagaios-do-mar (puffins) e os animais constantemente apareciam no fundo das tomadas. A Lucasfilm concluiu que seria caro demais remover os pássaros digitalmente e aí que entram os Porgs.

Várias empresas criaram versões de brinquedo do bichinho. Entre elas a Hasbro e a Pop. A pelúcia interativa da Hasbro emite sons e luzes, enquanto o Porg Funko Pop! é mais um ítem colecionável da série.

App, Brinquedo, Consumo, Geek, STEM

Kamigami: robôs montados como origamis

 

Kamigami são pequenos robôs programáveis para crianças inspirados na arte do origami. Com seus kits as crianças podem criar os robôs e fazem uma incursão divertida na área da robótica.  Os robôs, tematizados como insetos, são montados pelas crianças e são equipados com sensores de luz infravermelha, giroscópio e acelerômetro. E comandados através de um app.

Vale conferir o vídeo de apresentação abaixo. Cada kit custa em torno de US$ 40 / US$ 50. em varejistas como a Amazon.

App, Brinquedo, Consumo, Geek, Música

Bandimal, um app para compor músicas

O app Bandimal foi criado para tornar divertido e intuitivo o processo de composição musical. Nele é possível escolher instrumentos (nove animais funcionam como instrumentos), compor melodias, criar sequências, mudar a velocidade das sequências e aplicar efeitos exclusivos. Disponível para iOS 10 ou superior, ele pode ser baixado aqui e custa US$ 3.99.

App, Comportamento, Consumo, Geek

Suzy Snooze, mais do que uma babá eletrônica

Além de ser uma babá eletrônica estilosa, a Suzy Snooze funciona como uma luz noturna, emite sons para embalar o sono e apaga bem na hora de acordar, ajudando a criança a saber que está na hora. Permite controlar tudo pelo celular, através do WiFi. Por todas estas funções também tem um uso maior do que as babás eletrônicas comuns. Custa £179 aqui.

 

 

Brinquedo, Consumo, Geek

O Landspeeder de Luke Skywalker em versão kids

Radio Flyer, empresa norte-americana especializada em produzir carrinhos e triciclos para crianças, lançou este ano o “Luke Skywalker’s Landspeeder”. Inspirado no modelo X-34, a réplica possui painel interativo de comando com luzes e som imitando o barulho da nave, além das vozes do C3PO, R2-D2 e Luke Skywalker.

Diferente do original (que voa), a versão infantil é motorizada e usa rodinhas. Foi projetada para crianças a partir de 4 anos e chega a até 8 km/h indo para a frente e 3 km/h de ré. Funciona com baterias recarregável de 12V e pode levar até 58 kgs.  Custa US$ 399 no site do fabricante.

App, Brinquedo, Comportamento, Consumo, Geek, STEM

Flybrix: drones de Lego

Flybrix é um kit que permite criar drones que voam e são controlados à distância por smartphones, tablets ou controles. Os kits começam em US$ 149 e permitem diferentes configurações. Projetados para voar de 5 a 7 minutos, são fáceis de remontar no caso de queda. Vale conferir aqui e no vídeo abaixo: