Carta a um Cientista Top (1957)

Carta a um Cientista Top (1957)

Carta de 1957, enviada por um menino australiano (Denis Cox) para o Woomera Rocket Range. Gostei da parte que ele escreve “YOU PUT IN OTHER DETAILS”  (se vira!).

Livros de banho

Livros de banho

capa_949Livros de banho são uma diversão garantida para os pequenos e fazem o maior sucesso aqui em casa. Queria contar para vocês da experiência bacana da minha filha, agora com um ano, com este livrinho da Ed. Salamandra, Plim, o Pinguim.

Ele acompanha um pinguim de toalha que pode ir junto pro banho. E a pequena aponta para o pinguim, depois para a imagem dele no livro e dá um grande sorriso. Sei que o virar páginas é um prazer que deve estar gravado no código genético da minha filha mas, independente da predisposição dos seus à leitura, eu super recomendo.

Este tem esta graça da criança ir elaborando o que é real e o que é ficção. Embora eu ache que para eles, nesta idade, tudo é real. O 3D e o 2D devem ser “irmãozinhos”.

Jingles políticos e crianças

Jingles políticos e crianças

jingle.jpgQuando eu era criança, chegava época de eleição, eu aprendia a cantar as musiquinhas de vários candidatos. Elas entravam na gente e grudavam. E a turma de hoje não é diferente, como acabei de aprender com meu filho de 4 anos no último sábado. Apesar de a política andar esvaziada e de haver total escapatória para as campanhas na TV a cabo, acho que basta a criança ouvir um jingle uma ou duas vezes no rádio e pronto. Pelo menos se for um jingle bom. Sabem qual foi o jingle que meu filho já aprendeu, para minha felicidade total e absoluta? Vejam depois do break.  Read more

A pergunta

A pergunta

cegonha.jpgOntem meu filhote de 4 anos deu uma trombada naquela região ultrassensível masculina e assim, depois de aliviada a dor, iniciou-se uma conversa interessante:

  • Ele: “Mamãe, é aqui que eu guardo as sementes que depois vão para minha barriga para eu ter um filho, não é? 
  • Eu: “Na verdade, filho, as sementes têm de ir para a barriga de uma menina que, a essa altura, vai ser já uma mulher adulta”.
  • Ele: “Mas como as sementes saem daqui e vão para a barriga dela?”

Agora tenho três perguntas para os leitores deste post:

  1. O que vocês responderiam?
  2. O que vocês já responderam, se isso já lhes aconteceu? 
  3. Que idade tinha o perguntador, no caso de vocês?

Eu disse o seguinte: “Tem um jeito, filho, você vai descobrir mais tarde”. E mudei de assunto… 

Chorei de rir

Chorei de rir

arroba.jpg Conversando com meu filho no carro:

– Filho, você sabe o nome completo do papai?      

– Não.

– E o da mamãe?

– Só sei o primeiro e o último.

– E qual é?

– Luciana Arrôba.

Aprendendo

Aprendendo

menino.jpgADORO as interpretações ao pé da letra que as crianças fazem. A simplicidade do raciocínio, que a gente não devia perder nunca.

Meu filho de 5 anos chegou todo choroso, dizendo que tinha perdido o jogo com os amigos.  

– Ah, filho, é assim mesmo. Para você ganhar alguém tem que perder. Hoje foi seu dia, a gente tem que aprender a perder.

– É, né mãe. E pra aprender a perder é só não fazer nada.