Vem aí mais uma Baby Bum

Vem aí mais uma Baby Bum

A feira infantil Baby Bum chega nesta quinta à sua 14ª edição com mais de 100 expositores. Serão quatro dias de evento: quinta, sexta, sábado e domingo (de 17 a 20 de maio) no mesmo endereço em que esteve nas últimas vezes, na Av. Mofarrej 1505 – Vila  Leopoldina, São Paulo. Confiram aqui todos os expositores. A entrada é gratuita. O valet custa R$ 22.

Nossos destaques vão para as estampas e cortes lindos da Cartabranca, para as roupas gostosas da Quintal, para as brincadeiras de mães e filhos da You and Me, para as roupas de cama da Düvet, os pijaminhas da Cookie e a criatividade da confecção Hibou.

Dica de Programa (SP): Venda de Garagem no Circuito Vilinha

Dica de Programa (SP): Venda de Garagem no Circuito Vilinha

O Circuito Vilinha, que reúne várias marcas descoladas do universo infantil e moda gestante na Vila Madalena em São Paulo, está preparando uma venda de garagem para os dias 09, 10 e 11 de fevereiro (este final de semana – quinta, sexta e sábado). São descontos de até 70% em várias peças.  A Santa Paciência, que já fez a sua grande liquidação também estará nessa. Confiram aqui as lojas do circuito. Quem estiver em São Paulo pode aproveitar a partir de amanhã.

Baby Bum no Rio neste final de semana

Baby Bum no Rio neste final de semana

Os nossos leitores e leitoras cariocas podem se preparar que este final de semana tem Baby Bum, a consagrada feira de bebês e crianças que também acontecerá este ano na capital fluminense. Mais especificamente no bairro de Humaitá neste sábado e domingo  (26 e 27/11) das 10hs às 20hs. O grupo de expositores é menor do que o de São Paulo mas terão muitas novidades em roupas, pijamas, malas, bolsas, enxoval, acessórios, peças de mobiliário, design e decoração, lembracinhas, fantasias, jóias e papelaria…

O meu destaque vai mais uma vez para a Cartabranca, que se lançou na edição paulistana na feira no mês passado com roupas super coloridas, ótimo corte e um bom toque. A confecção realmente se diferencia na estamparia e na proposta. A surpresa é que para a edição carioca da Baby Bum a marca promete peças exclusivas recém saídas do forno. Vocês podem ler aqui o meu post feito naquela ocasião ou fuçar na fan page da marca, recheada de deliciosas fotos das novas peças da coleção.

A feira conta com estacionamento, fraldário, área de amamentação, lanchonete e atividades para crianças. A entrada é gratuita. Anota aí o endereço: Casa de Espanha – Rua Vitório da Costa, 254 – Humaitá.  Mais detalhes e lista completa dos expositores aqui.

Roteirinho para a Baby Bum (SP)

Roteirinho para a Baby Bum (SP)

Resolvi fazer um post no dia que antecede a feira para destacar algumas participações na Baby Bum que começa amanhã e sobre a qual falamos aqui. Este ano são ainda mais marcas que ocupam o galpão da Vila Leopoldina. E separei algumas para vocês olharem com mais cuidado.

O destaque vai para a estréia do coletivo CartaBranca, da Rebecca Barreto, que levará à feira um preview da sua coleção, com modelagens diferenciadas e estampas coloridas e vibrantes. Além das roupas tem acessórios para decoração e coisinhas descoladas. Dá para dar uma espiadinha na página da marca no Facebook.

Quem estará lá presente também é a Eglair Quicolli, da Madame Trapo, que levará seus toys e seus acessórios que apostam sempre no design lúdico. Vale também conferir a coleção na loja online.  As bonecas feitas a mão, 100% algodão, são cheias de personalidade.

A Karine Scaranello vai levar mais uma vez as suas criações para a feira. A Farofa, da qual já falamos aqui, faz fantasias confortáveis, bonitas e inteligentes que fazem sucesso com as mães e com as crianças.

Outra marca que estará lá é a Maria Florzinha, da Luli e da Graziella, que traz também mais do que moda; aposta em criações divertidas e em muitos elementos de faz de conta em sua coleção, totalmente voltada para as meninas, como o castelinho de tecido abaixo.

A Quintal, da Maribel Suarez,  já veterana de feira, estará por lá também levando as roupas confortáveis e gostosas com estampas bem bonitas como dá para conferir no blog.

Este ano marcarão também presença na Baby Bum algumas empresas interessantes que oferecem serviços diferenciados, como a Amarelo que faz treinamento e recrutamento de babás (sobre a qual falamos aqui) e que se diferencia não só pelos cursos que dá mas pelo olhar das mães que criaram a empresa e decidiram abrir também o recrutamento de babás de um jeito mais cuidadoso.

Por fim, estará expondo e promovendo uma série de atividades a Spice que é um espaço para aprender inglês brincando (também falamos aqui).

Vem aí a 13a. edição da Baby Bum

Vem aí a 13a. edição da Baby Bum

A ideia da Baby Bum é reunir em um só local expositores de diversas categorias (vestuário, brinquedos, decoração etc.) que ofereçam produtos descolados e criativos para crianças de 0 a 12 anos, que não são encontrados facilmente nas lojas de shoppings.

E para estimular ainda mais a criatividade (e menos o consumismo), a feira proporciona várias atividades aos pequenos ao longo do dia (oficinas de modelagem de argila, móbiles, cupcakes, contação de histórias, jogos etc.).

A entrada é gratuita e parte da renda obtida com as vendas é doada para o GRAAC.

Em São Paulo, a Baby Bum será realizada nos dias 27 a 30 de outubro, das 10h às 20h, na Av. Mofarrej, 1.505, Vila Leopoldina (ao lado do CEASA). No Rio, a feira infantil acontecerá nos dias 26 e 27 de novembro.

Mais detalhes e informações sobre os expositores no site do evento.

 

Dica de Programa: De Dentro e De Fora

Dica de Programa: De Dentro e De Fora

A exposição de arte urbana que está rolando no MASP em São Paulo é um grande programa de final de semana para pais e filhos. Com curadoria de Mariana Martins, Baixo Ribeiro e Eduardo Saretta a mostra traz nomes bem bacanas da cena contemporânea como Invader (com um mapeamento das suas múltiplas intervenções em São Paulo), os também franceses JR e Remed, os argentinos Tec, Defi e Chu, a norte-americana Swoon, o tcheco Point e o coletivo brasileiro BijaRi. Todos moraram na cidade por um mês e produziram coisas por aqui.

O grande barato da exposição é que tem coisas que estão dentro do museu e um monte de outras que estão fora; muitas delas nas proximidades. O que torna o programa com as crianças ainda mais legal pois sugere também achar o que está fora. Ideal para o domingo, um dia em que a cidade está mais tranquila e em que rola a feirinha de antiguidades do MASP.

Dentro do museu, a exposição para as crianças é pura ludicidade. Além do estímulo das cores dos enorme mural de Remed que impacta quem entra, há uma imensa piscina de bolas vermelhas, uns triângulos com espelhos e um xilofone para tocar, uma sala que escurece ao toque de um botão revelando uma nova perspectiva,  uma instalação que tem ursos brancos gigantes. Além disso propõe um jeito bacana de visualizar as obras do Invader (tem umas intervenções no MASP e outras bem pertinho pra quem quiser conferir) e outras coisas que tem feito o maior sucesso entre os pequenos. A exposição fica até 12 de dezembro e tem um hotsite com mais detalhes. Imperdível!

Todas as obras têm um sticker com um QR Code que permite visualizar mais informações. Portanto, se você tem um smartphone e quer ter a experiência completa, já baixe um QR Reader (como este aqui para iPhone).

Dica de Programa: O Mundo Mágico de Escher

Dica de Programa: O Mundo Mágico de Escher

A exposição do artista holandês que já passou por Brasília e Rio de Janeiro no ano passado está fazendo o maior sucesso entre crianças de todos os tamanhos que ficam intrigadas e curiosas com os seus truques e ilusões de ótica.

A exposição interativa “O Mundo Mágico de Escher” fica até o dia 17 de julho no CCBB de São Paulo (Rua Álvares Penteado, 112). Funciona de terça a domingo das 9h às 20hs. Além de ser próximo das estações Sé e São Bento do metrô, dá para parar no estacionamento na Rua da Consolação 228 e pegar uma van que sai de 15 em 15 minutos e deixa na porta. Carimbando o tíquete do estacionamento na exposição fica mais barato (de R$ 15 fica por R$ 10). O ideal é mesmo ir durante a semana. A entrada da exposição é gratuita, então costuma formar fila aos finais de semana.

Dica de Programa (SP): Baby Bum

Dica de Programa (SP): Baby Bum

Uma das feiras de moda e criação voltada ao universo infantil que eu mais respeito é a Baby Bum. Com uma curadoria interessante, sempre trazendo novidades em trabalhos autorais bacanas de criadores de moda de todo o Brasil. Bem, não sou apenas eu que gosto. O fato é que a feira está cada vez maior. Desta vez ocupará um galpão de 2 mil metros na Vila Leopoldina e contará com quase 100 expositores. E mais infra, mais programação para os pequenos… E aparentemente com o mesmo frescor. Começa na quinta (26/5) e vai até o domingo (29/5).  Vale conferir no site as novidades desta edição.

Datas:
26
a
29
de
maio
Horário:
das
10hs
às
20hs
Av.
Mofarrej,
1505
–
Vila
Nova
Leopoldina – São Paulo – SP
Para bebês descolados

Para bebês descolados

No Tokyo Baby Cafe só entram crianças menores de 7 anos (acompanhadas) ou grávidas. Ele fica fica no Omotesando, dos bairros mais descolados de Tokyo e é um café-brinquedoteca onde as crianças se divertem livremente e os pais não precisam se preocupar. As mesas tem cantos arrendondados, quase não há quinas e o menu é adaptado para o gosto dos pequenos fregueses. Móveis e objetos estão numa perspectiva completamente diferente: um sofá enorme é uma das principais peças da sala. Enquanto algumas coisas são enormes, outras são minusculas, como se fossemos Alice, e estivessemos no País das Maravilhas. Há surpresinhas em alguns lugares que só as criancas encontram, como embaixo das mesas.

O serviço é pago por hora e há a opção de salinhas particulares, com tela de onde é possível ver as outras áreas do café.

Por que eu não pensei nisso antes?

Por que eu não pensei nisso antes?

Quando tive meu primeiro filho, o Theo, minha mãe me ensinou a fazer o famoso charutinho. Aquele casulinho que a gente faz com o cueiro que deixa o bebê bem protegido e aconchegado. Confesso que demorei um pouco pra chegar na formulinha desejada. Foram noites e noites me enrolando ao tentar enrolar o Theo. Mas aprendi! (mas depois de quase 3 anos sem fazer, não sei mais se consigo de novo).

Ontem, andando no Baby Bum, encontrei a Ciranda Infantil. Uma loja com idéias fantásticas que fazem a gente pensar: por que não pensei nisso antes?

O tal charutinho que eu levei um tempo pra aprender a fazer vem pronto. É só encaixar o seu bebê e se acalmar junto com ele. Você pode escolher entre os lisinhos e os de fantasia.Tem também uma toalha-avental para você não se aventurar no banho sozinho e um sling diferente, em que você carrega o seu filhote de frente e não de ladinho. Vale a pena entrar no site para conhecer e fazer seu pedido.